Justiça reconhece álibi de Flávio Oliveira no caso de assalto em Tuntum

Em decisão liminar, o desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos concedeu nesta segunda-feira, 9, habeas corpus a Flávio Nascimento de Oliveira, acusado pelo candidato a vereador Josinaldo Carvalho Bilio de ter participado de um assalto ocorrido no povoado Novo Marajá, no município der Tuntum, na noite de 29 de janeiro.

A decisão do desembargador plantonista revoga o pedido de prisão preventiva decretada pelo juiz da 1ª Vara da Comarca de Tuntum, Raniel Barbosa Nunes, baseado em reconhecimento fotográfico da suposta vítima.

Na argumentação em defesa de Flávio Oliveira, o advogado Tharick Santos Ferreira, afirma que houve constrangimento ilegal, por ausência de requisitos para a prisão preventiva. Segundo narra o advogado, Flávio possui álibe em sua defesa, já que o mesmo no dia do crime participou de reunião na Associação dos Pequenos Produtores Rurais, em uma localidade distante 15 km da sede de Barra do Corda.

Na alegação, Tharick citou ainda como testemunhas Marcelo Oliveira Silva e Patrick Cabral da Silva., que juntamente com Flávio seguiu depois para uma reunião na casa de Alan Costa Coelho, onde permaneceu até por volta das 22h30. No relato sobre o assalto, Josinaldo disse que o fato teria ocorrido por volta das 21h00.

Imagens de WhatsApp constataram a versão de Flávio Oliveira e foi prontamente aceita pelo desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos. Ante o exposto, a decisão do magistrado pela liberdade provisória de Flávio Oliveira derruba a versão do candidato, motivada pela disputa política no município.

fonte : https://marrapa.com/2020/11/justica-reconhece-alibi-de-flavio-oliveira-no-caso-de-assalto-em-tuntum/